sexta-feira, 7 de julho de 2017

a revolução da pedra

Pina Bausch 


A pedra que pensam: "ora, não balbucia
- é toda silêncio..."
- no inerte faz o sentido bruto
de ser testemunha clandestina da mudança

A pedra em seu elemento terra não lamenta,
não abdica nem capitula
- está exatamente onde deveria estar -

e a favor do movimento - permanece intacta
- mais dura ainda, aguda ao desejo do passante


Patricia Porto