sábado, 3 de junho de 2017

Paixão


na ausência há um vazio róseo
flor aberta à capela

no peito aberto (le petit mort)
o pulo, uma sacada
um sopro de Cristo

se a viagem traz a margem
de meus olhos, terra em exílio
a  chaga, o risco de existir num feito de luz
de nossas cabeças, num estampado
é corpo

a câmara de gás no banheiro
levou duas crianças
e rostos de louça

a câmara de gás e seus milhões

eu temo.
com paixão

****
Patricia Porto