domingo, 1 de janeiro de 2017

Uma estética sobre os afogados


Viajar seria a palavra na falta da outra.
Na falta da outra voltar e re voltar a terra.
Na falta da outra
Es qui var tranquila da onda

Ou mergulhar e imersão
Engolir sozinha o tudo
Re vólver na vida é
Um tubo, um tipo de ensaio
De acender a alma

Viajar para a outra
Como quem diz perta a dimensão
A perder o repositório:
Reclames de ilusões baratas

E na falta de todos ao ver o mar de (augúrios)
Se arriscar na onda próxima, cair
Viajar sozinha como efeito placebo -
Irremediavelmente submunda

Patricia Porto