quinta-feira, 3 de março de 2016

Caetana, a Parca

Bridget Tichenor



o que me levou para longe
não foi o escuro daquela noite,
a sombria,
a angustia de um olho só para enxergar

o que me levou para longe
não foi o assobio da morte Caetana
nem o sumiço de Dom de Sebastião

o que me levou para longe foi um arpão,
içada pela boca cruzada de mares,
liquefeita traduzida em cimento feroz da cidade

o que me levou para longe foi o asfalto,
a frigideira que queima nossos ossos,
os sons da fábrica,
o dia nervoso,
a tremedeira,
a geladeira vazia,
o vento no rosto trazendo farpas

o que me trouxe esse longe
é umbigo, um cortado enterrado no quintal
- ruído de sortes,

a poesia é que foi enxame,
lugar aceso do tempo,
livre de todo domínio

Patricia Porto

terça-feira, 1 de março de 2016

Muito



Quem sabe separado por séculos...

Entre a navalha e o esconderijo

Talvez face do mesmo planeta zodíaco

Uma voz dissonante na outra ecoa



Amor de vários tempos, temperaturas

Sagas, cordilheiras,

Trilhas



Entrei no túnel

Não havia luz



O céu de março

Como eu preciso de você!

Agora, no meio da rua, um deserto

Zonas de espectros, identidades

Luz de março piscando essa sua luz em mim

Ambos

Âmbar

Essa noite de serenos e violinos



Pouca faixa de acostamento,

Uma a um

Somos quase algo insano

Quebrado do espelho

misturo

Em foco – em mim -

É mais e muito



Patricia Porto

Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos
Patricia Porto

Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Sobre Pétalas e Preces
Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.
Editora CRV; link: http://www.editoracrv.com.br/?f=produto_detalhes&pid=3111

Google+ Followers

Com-partilhados...

Pesquisar neste blog