terça-feira, 8 de março de 2016

Intensa

Expansão, Expansion por Paige Bradley


nenhum amor dura
nenhum amor morno,
nenhuma água morna
se livra da navalha

tudo é corte no amor morto,
natimorto, feio dos ossos
esperando o rito do suborno

horas tortas de dizer adeus
a palavra machuca,
mas são só esses demônios
não cabem na caixinha de joias,
mas também não há joias

um vento morno, morto invade à cabeça,
mas são só esses demônios mascarados

nenhum amor customizado dura
nenhum amor cansado dura

nenhum tempo morto sobrevive
nenhuma notícia velha engorda

a palavra sangue não tolera a bondade do jardim,
a palavra sangra para além do jardim
a palavra é dose diária de vida
estampada,
escancarada no chão,
gritando na rua,
invadindo as cercas,
corrompendo o medo que não dura,
a sombra que não dura

o amor que dura é a loucura
doce, batendo portas

não à normalidade,
risco de Tudo o que diz o senhor do bom senso,
risco com risadas,
não sou legal,
sou intensa

 Patricia Porto