terça-feira, 5 de janeiro de 2016

A estrada

 Eduard Gordeev



eu também queria as mais belas coisas,
as mais belas paisagens,
um sonho azul talvez
- tão caro, vovó disse

às vezes a tristeza me toma,
mas eu sei que lá entre os bons,
lá entre as curandeiras,
os sábios,
os loucos,
os que dormem na escuridão da alma

existe uma razão para estarmos aqui
- deve existir

e se não existir, meu amor,
justifique minha estada,
por favor.

Patricia Porto