sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Retalhos



Shoji Ueda, Untitled, 1950



há em mim essa velhice de nascença
esses sinais de nascença
absolvidos
essa crendice
vertigem de nascença no outro
essa língua de passados,
utopia na semântica da memória

o mundo não me espera
eu é que contabilizo esses retalhos.

Patrícia Porto