domingo, 26 de abril de 2015

Nocaute

Dias de solidão rebuscada,
uma notícia de sabor dissonante,
algo entre o bule e a bile
Nenhum tratado amoroso nos espera,
apenas um pequeno buchicho,
olhar de soslaio, beijo de sola

O amor reticente, espremido entre os gânglios
espuma segredos,
desobedece as regras de boa convivência
e conveniência,
a mágoa tão reciproca figura e forma
um desejo embalsamado que trai

O amor e sua brutalidade nos mostra os dentes
e ruge espadas na lata

Patrícia Porto