quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

...



O poeta é essa criatura sentada num banco...
enquanto uns correm, jogam sua peladinha...
O poeta é essa criatura nua
- vestindo a nudez da carne humana

PP