segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Noite de Mina

água de beber, moringa secou
mar de dançar vida não lava a cabeça
sangue de partida, de parteira morta
chega na porteira
cantiga desfeita

nascido de luto
nascido da luta
chega já na chaga
na chaga se deita

salgada de mar, não vou mais
salgada de dor, não vou mais

se o tambor não toca, eu ouço do mar
meu amor tocar o ashiko

não vou mais partir dessa terra sem contar
que o mar se abriu em dois olhos de dor
e desses dois olhos abriu essa flor

na semente dela deixou uma lua
que só serenou, serenou, serenou

se o tambor calou foi na dor de sentir,
eu ouço do mar meu amor repetir:

salgado de mar, não voltou
salgado de mar, não voltou


Patrícia Porto

video

Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos
Patricia Porto

Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Sobre Pétalas e Preces
Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.
Editora CRV; link: http://www.editoracrv.com.br/?f=produto_detalhes&pid=3111

Google+ Followers

Com-partilhados...

Pesquisar neste blog