sábado, 11 de janeiro de 2014

Um Gato

Regina Gulla


Um Gato (Para todos os Poetas e Amigos do Brinde à Poesia)

Todo mundo que é poeta tem um coração e uma ilha, um vácuo,
os sentidos vem da passagem, um e outro beco, outro e um vasto que não acaba de sentir
e se acaba de sentir, bebe magia, se assusta, se espreguiça no verso dodecafônico.
O Poeta  tem esses abraços infinitos para as dores, as chagas, os medos, os imprecisos
e carrega sempre uma palavra acesa por onde lanternas são precisas, deixadas em posição de tempo.
É alguém que se esqueceu de não-ser sendo vários e isso é o definitivamente.
Ele fala coisas, pensa coisas, diz coisas que inventa...
Inventa, reinventando-se de inventos, inventa que o vento nos sobra
e inunda a restinga, abarca a baía.
Faz a alma girar no campo, o mundo cantar no mar, alimenta os grãos,
é um abençoado por tudo o que vive, por tudo que cria, que soma, nele multiplica.
Depois cai em seus planos solitários de escritas imaginárias, homem, mulher, criança, cirandeiro,
masca um verso aqui, respira fundo ali e até se arrisca a dançar no telhado.
Feito um gato
comete milagres.

Patrícia Porto



Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos
Patricia Porto

Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Sobre Pétalas e Preces
Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.
Editora CRV; link: http://www.editoracrv.com.br/?f=produto_detalhes&pid=3111

Google+ Followers

Com-partilhados...

Pesquisar neste blog