quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

A menina que comeu estrelas




Declinei-me a escrever um poema
sobre a palavra LUNETA.
Se eu fosse aquela menina da varanda...
O poema poderia começar assim.
Eu desejaria ter uma luneta.
Não. Eu desejaria ser uma luneta.
Através do meu corpo engoliria estrelas
e me uniria ampliada ao universo
- transfigurada.

Melhor:
Comeu estrelas.
Fim.

Patrícia Porto