sábado, 9 de agosto de 2014

Drama


Katerina Plotnikova фото


Apenas me viaje
nessa dura palavra de hoje,
me dissolva desse gosto de ser mais metal
- mais que pensei, uma piada estúpida de corte.

Viajar é ser a estrada. Venha...
Ando morando em meu silêncio horas demais.
Converso com meu estrangeiro em outras línguas.
Não me reconheço em nenhuma, nenhum rosto
tem o meu rosto. Nenhum nome leva o meu peso.

O poema pesa e minha poesia é esse grama que minha indolência não apara.

Patrícia Porto