quinta-feira, 5 de junho de 2014

Suspensos

2010, Joy GoldkindAdagio


Tanto Verde, Esse Tolo Sentimento de Fruta Ácida Caída
Meu Sujeito não Identificado quer os Gomos, 
Desejo Dúbio de Língua

E são tantos os Avisos de Não Entre

Não, não entre!

Mas meus Olhos Míopes, meus olhos de Castanhos
Velhos Camaradas, Velhos Obscenos
só Vêem entre o Vão e esse Fundo, Espelho
o Sim dos Teus Olhos
que de Tanto Verde imaturo me imPelem Correr
e o Mundo é Largo

Então eu Corro, Escorro, Inundo
em pensar que Retorno
JaMais

Patrícia Porto