segunda-feira, 2 de junho de 2014

Do mar

© István Kerekes



Se meus barcos afundarem
O que fazer com tanto Mar?
Afogar minhas mágoas?
Afagar?

Patrícia Porto