segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

E Rio.



E aí o rio corre,
o Rio corre e eu também vou pensando...
Não sei como saber, então imagino um rosto, um sorriso,
a outra metade do pão com manteiga que comeremos na esquina num dia de semana,
o subúrbio fervendo.
Atravessando a ponte a janeiros.
E eu rio como se conhecesse o Mar,
como se coubesse inteira a travessia ou travessura por dentro.


Patrícia Porto