segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

A memória e seus tentáculos

Walter Schnackenberg



Sempre que se demora demais
Em gastar tantos minutos com reminiscências
Acorda enjaulado, conversando com Kafka,
Brincando de beijar a própria morte.  

Patrícia Porto