terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Feliz Ano Novo!



Com as mãos...
As mãos que tiraram você do ventre pra vida;
as que lavaram seu corpo quando suas mãos ainda eram muito pequenas ou quando em tarde idade se tornaram frágeis demais;
a que abre uma porta quando as suas estão pesadas ou cansadas ou fecha uma janela quando pressente um  inverno longo a chegar.
A que lavou seus cabelos.
A que segura a sua para atravessar a estrada mesmo quando não há perigo algum.
A da benzedeira de quem tiver tido a beleza de ter tido uma na vida. Eu tive.
Galhos de arruda, água doce benzida de amor, sorte e cuidado.
E as mãos do trabalho de alguém que gentilmente resolveu fazer um belíssimo arranjo de flores mesmo quando você insistia dizer que não era para presente. “É pra mim.” Então é presente!”
A que fez aquele chá ou café cheiroso e levou pra lhe ofertar.
A de um estranho que segurou a sua mão uma única vez: diante de um tombo inevitável ou para que você entrasse num ônibus...
A que nos amparou quando outras se esquivaram.
E a que nos lançou o mais triste adeus.
Aquela que ficou para rezar e abençoar a nossa história. A da porta da saudade.

Beijos...
O beijo de boa noite que você não lembra porque estava dormindo;
o que lançaram no ar para que você o devolvesse sorrindo.
O que sua avó lhe deu na testa diante da despedida inevitável.
O primeiro, aquele torto, tonto, mesmo treinando dias com a laranja.
O beijo do filho, da filha, do neto, da neta, das crias todas. O beijo molhado do Rex. E o beijo de nariz de esquimó. 
O beijo suave do último amor, único talvez, breve talvez, longo talvez. O melhor beijo do mundo até que venha o depois. Não se sabe mais.
O beijo que nos prepara pro mundo, pra vida liberta de freios seguros.

Pés...
Pés com meias que se encostam aos seus de levinho, de brincadeira... pé de primo, de prima... que riem...
os que acompanham o crescimento dos seus, andando juntos.
Pés que se enroscam aos seus quando faz frio por fora ou por dentro. Lembrando que o frio pode ser maior por dentro.
os da Avenida, os que dançam, os que pulam, os que se unem para um jogo. Pés que se divertem e depois descasam no pé da grama.
Meias para os pés que se juntam pra dormir na solidão compartilhada.

Olhos...
O olhar de quem vislumbrou antes de todos a sua chegada ao mundo quando você ainda era uma ervilha com coração pulsante.
Os que viram os seus com lágrimas de todos os tipos, tamanhos e qualidades.
Os de quem se espantou com o seu crescimento, com o seu amadurecimento e com o seu envelhecimento.
Os que sorriem quando você chega e que se entristecem sempre um pouco quando você parte, some, foge, finge que não vê, olha pro outro lado, deixa de olhar ou se cega de propósito.
Os que se orgulham das suas conquistas, que marejam com palavras bonitas, que adormecem tranquilos quando são informados que você está bem.
Os  que atravessarão os seus e descobrirão a profundidade da sua alma e a beleza da sua humanidade.
Os sensíveis e permissivos da amizade.

O toque...
sobre o toque, os daqui do teclado que nos faz chegar tão longe e tão perto.
O toque no ombro pra dizer que “vai melhorar”, “vai com calma”, “é isso aí”...
Tocar é bom. Estão excluídos os desagradáveis, é claro.
Quase indescritível em palavras o toque na pele, o suave, na chuva, é flor.
Melhor assim.

A prece...
A prece começa assim:
Eu peço e desejo para você, que me ofertou carinhos assim, quase imperceptíveis nessa corrida cotidiana, que a sua trajetória para um novo ano seja a dos horizontes: plena de belas manhãs, farta de coragem e com muito mais sonhos, mais doçura e mais percepção.

Há braços também...
Abraços,

Patrícia Porto

Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos
Patricia Porto

Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Sobre Pétalas e Preces
Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.
Editora CRV; link: http://www.editoracrv.com.br/?f=produto_detalhes&pid=3111

Google+ Followers

Com-partilhados...

Pesquisar neste blog