quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

olhando azuis

Dave Cutler


Os olhos sempre enxergam mais que o limite.
São sempre audazes,
querem ver o que não é da própria conta.
Continhas de mar?  Só se for para olhos de infância.
Olhos dizem muito, tagarelam, uma tagarelice de abismo.
E perseguem horizontes
mesmo quando eles se tornam invencíveis ao tempo nu. 

Patricia Porto