quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Um Vestido de Festa.


Imagem© Jordi Gual

Pelas viagens que nunca fizemos juntos
um sorriso,
Souvenir de porcelana da Índia.
num trem que te leva a Bangladesh.
Para os dias que não viveremos juntos.
Pelos sonhos que deitaremos fora
na estrada, fronteira entre almas
que se querem amigas, irmanadas,
mas que se sabem melhor na distância,
separadas, esquecidas.
Para os dias de comunhão,
por todos os santos dos dias,
um cartão postal da China.
E no verão que vai despontar em sol,
cartas de ninguém para ninguém,
misérias humanas tão bem partilhadas...
Nenhum silêncio de degelo,
nenhuma vertigem brusca.
Um bibelô do Vietnã,
uma prece do Tibet.
Uma  foto de torre ou castelo,
uma notícia do mar,
um segredo engarrafado,
bebido em silêncio póstumo e discreto.
Por todos os anos que não saberemos juntos,
um post, uma mudança de status,
um vaso quebrado,
uma foto de Paris iluminada.
Um desejo cão de morte,
um assobio último, baixo,
um gole de vinho amargo
e versos estilhaçados compondo o chão.

Patrícia Porto 

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

O Poeta, a Palavra e a Vertigem da Esquina.


Imagem: Sally Mann



na fase aguda da palavra

agudos acordam
os acordes da voz
- e revelam vestígios esquecidos
de sonoros mundos -
e de dentro, da dor,
se ouve o desejo
que amplifica todo duplo que há em si.

na trama, a roca fia a lira
e toca as perdas do advir
feito faca cortante
um tanto cega de corte.
Corta a vida em partes
sem definhar o amor.

dores doentias fitam-lhe
cara a cara, salto a queda,
pétalas caiem sobre
o corpo doce
da palavra po-ética.
agora pele, desnudada,
vive de espanto e existir:
a espantada.

e os dois agora, mergulhados,
vão ancorados um no corpo do outro:
poeta e palavra
- abrigam o dia da mesma criação...
e toda voz suspira: sou frágil...

de longe se pode ouvir
da palavra: viagem ou miragem,
o abandono de toda forma de estrutura.

transbordados sobre a cheia
que limpa e batiza a balada lírica
dos andantes sobre a terra,
dois andantes sobre a água,
cúmplices professam: sim, loucos!
Pois. Deságuas em mim.


Patrícia Porto

Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos
Patricia Porto

Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Sobre Pétalas e Preces
Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.
Editora CRV; link: http://www.editoracrv.com.br/?f=produto_detalhes&pid=3111

Google+ Followers

Com-partilhados...

Pesquisar neste blog