sábado, 10 de novembro de 2012

Meus tios e o Riba Mar.

Imagem© Araquém Alcântara, A geografia das águas.


(para meus dois tios de nome "José (de) Ribamar",
filhos de Dona Mundica, meus primeiros poetas e amigos)   

O Vento me soprou!

E eu ouvi:
eram nos aguapés
passarinhos cantadores,
contadores dos tempos de Príamo.

Por isso meus tios são de Riba Mar,
porque engoliram o Mar e a sereia
para que no encantado da ilha -
a fé sempre viesse de frente.

O barqueiro disse:
O mundo é o tempo! É Gira!
Mas o tempo pode ser verso ou serpente.
Pode levar na rede peixe, homem, sermão
- a Jaçanã
- moeda infinita, aranha de tecido,
fio onde tudo que desvira é
Sonho, poesia, assombração...

Patricia Porto

Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos

Livro: Diário de Viagem para Espantalhos e Andarilhos
Patricia Porto

Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Sobre Pétalas e Preces
Livro: Sobre Pétalas e Preces

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.

Livro: Narrativas Memorialísticas: Por uma Arte docente na Escolarização da Literatura.
Editora CRV; link: http://www.editoracrv.com.br/?f=produto_detalhes&pid=3111

Google+ Followers

Com-partilhados...

Pesquisar neste blog