quarta-feira, 14 de novembro de 2012

A Ostra e o Umbigo.

Vó Mundica.

Minha mãe, o umbigo do tempo:
Um bosque de árvores úmidas e longínquas,
como velhas histórias míticas, 
entre precipícios, âncoras cordas e assobios.

Cordão ancorado em sonhos e nebulosas.
Nuvens e luas de não-dormir
de descansar na fresta do tempo: uma porta.

Vai cansar a espera
Umbilicalmente
- Preso
- Solto:
O Umbiliverso,
Ao Ver só
Do filho
                       O único
                                      tem po tem po,
                                               o tem po da ostra:
                                                     é mãe-tempo

......................................................
Patricia Porto