quarta-feira, 17 de outubro de 2012

minha língua ameaçada.


Imagem@ Moment of Noise_low, Duy  Huynh.


O silêncio só é mudo
quando não estamos à procura
das palavras de dentro o feito.
E o nosso problema
não é tanto com as palavras feitas
- é com os sons dos teus ouvidos
que não entendem as pausas
de memórias arabescas
cada vez mais tristes e longas
na interrupção das notas.
Enquanto ainda respiro no quieto
o mesmo ar, a mesma música que tu-
- somente tu ostentas em teus quartos de censura
a minha língua pro jantar.

Patricia Porto