segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Alegro para Souvenir.

Imagem@The Open Window, Juan Gris, 1921, Oil on canvas. 


Encoste a porta com carinho.
A passos lentos se afaste.
Pouse leve na palma dos sonhos
ao se desvendar.
Volte para dentro
que as gavetas precisam de arrumação
e os retratos não mais falam
do que passou imaculado.
A vida é uma noite e um dia.
Noite bela de estrelas
e indagações constelam luzentes,
anunciando a pergunta do tempo,
próximo em círculo.
Vem noite vem dia,
sem venda de sacrifícios.
Sem sacro ferir.
E depois,
do depois do antes que houve,
retorne do antes que houve,
retorne enfim das passagens,
e me conte dos anos que escolheu viver.
En-contraste?


Patrícia Porto