sexta-feira, 13 de agosto de 2010

O corpo.

            Dança contemporânea: "corpo erótico", criação de Carmen Gomide, Fotografia de Silvia Machado.


a gente sempre acha...

É lá onde me perco
- entre fugas e pés...
No corpo
vão compondo mar gens.
Lá onde a vida é curva,
movi menta a mente,
onde me cura o ventre
da morte, a lúcida,
a lucidez da louca
que me escapa ao vento
e me enche de agonia tola
e me castra a fala.

Vou pisando...
E lá onde suas águas sujam,
líquida do corpo em espaço
deixo minhas mãos no tempo,
aguando, sujando os dedos,
desfolhada de vida, 
perdoando os crimes
que não cometi...

Só inventei.


Patricia Porto