sexta-feira, 16 de abril de 2010

Passageiro





Entrou na rua profunda.
 Mal notou no núcleo interno a solidão do guindaste
que os aguardava, a ele e a todos - do outro lado -
o outro lado que é o mesmo lado.
E atirou-se do perfeito ao infinito.



Patrícia Porto